Oradores

Ruben Alves

Ruben Alves

“Sou fa? de Portugal, um embaixador desde miu?do.”

Realizador luso-descendente e autor do filme “A Gaiola Dourada”, que explora os clichés da emigraça?o portuguesa em Franc?a. Com este filme Ruben Alves pretendeu homenagear os emigrantes portugueses em França, dando a conhecer o modo de vida e valores da comunidade portuguesa muitas vezes desconhecidos no pai?s de acolhimento. A Gaiola Dourada foi o filme mais visto de 2013 em Portugal e teve mais de um milha?o de espectadores em Franc?a.

 

 

 

António Cruz Serra

Antonio Cruz Serra

Actual reitor da Universidade de Lisboa, recentemente formalizou com António Sampaio da Nóvoa a fusão da Universidade Técnica de Lisboa com a Universidade Clássica, um processo inédito em Portugal. Engenheiro electrotécnico de formação pela Universidade do Porto, concluiu o mestrado e doutorou-se em Engenharia Electrónica e de Computadores no Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade Técnica de Lisboa. Desde 1987 exerce funções docentes no Departamento de Engenharia Electrónica e de Computadores do IST, sendo desde 2005 Professor Catedrático na área científica de Electrónica.

 

 

 

 

Sandra Correia

Sandra Correia-3“Fazer da cortiça um material moderno e um produto na moda.”

Criadora da inovadora marca PELCOR e actual CEO da empresa algarvia que se especializou na produção de acessórios de moda e produtos de design em pele de cortiça. Sandra Correia é um exemplo do grande sucesso do empreendedorismo português e detentora de um currículo notável que inclui diversos prémios na área do empreendedorismo, designadamente o de Melhor Empresária da Europa 2011, atribuído pelo Parlamento Europeu e Conselho Europeu das Mulheres Empresárias.

 

 

Miguel Seabra

Miguel SeabraEstudou Medicina na Universidade Nova de Lisboa e doutorou-se em Bioquímica e Biologia Molecular no Southwestern Medical Center, University of Texas. Em 1999 mudou-se para a Biomedical Science Division do Imperial College Medical School em Londres, e aí permaneceu até 2006 como Professor Catedrático e chefe de unidade. Miguel Seabra é um investigador de referência na área do tráfego de membranas. Em 2007 voltou para Portugal, primeiro como Investigador Principal no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) e, mais tarde, como director do Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC) na Faculdade de Medicina da Universidade Nova de Lisboa. Em 2012, assumiu o cargo de Presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

 

 

 

 

 Nuno Camarneiro

Nuno Camarneiro

“Uma história são pessoas num lugar por algum tempo.”

Licenciado em Engenharia Física pela Universidade de Coimbra, onde se dedicou a investigação durante alguns anos. Trabalhou no CERN (Organização Europeia para a Investigação Nuclear) em Genebra e concluiu o doutoramento em Ciência Aplicada ao Património Cultural em Florença. Em 2010 regressou a Portugal, sendo actualmente investigador na Universidade de Aveiro. Começou por se dedicar à micronarrativa, tendo alguns dos seus contos sido publicados em colectâneas e revistas. Em 2011 publicou o seu primeiro romance “No Meu Peito Não Cabem Pássaros” e, em 2013, “Debaixo de Algum Céu” com o qual venceu o conceituado Prémio Leya.

 

 Carlos Coelho

Carlos Coelho-3“O orgulho, a consciência e a valorização do nosso Pais estão na base para nós alterarmos significativamente o percurso da marca Portugal.”

Referência portuguesa no domínio da criação e gestão de marcas, é actualmente o fundador e presidente da Ivity Brand Corp, uma consultora internacional de ‘Branding’. Ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos nos quais se destacam algumas das marcas mais relevantes em Portugal como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, TV Cabo, CTT Correios, TAP Portugal, Leya e Sonae. É autor do livro “Portugal Genial” e co-autor do livro “Brand Taboos”. Entre muitos outros prémios, foi distinguido como “Personalidade de Marketing do Ano 2005”, atribuído pela Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing.

 

 

 

Cristina Fonseca

Cristina Fonseca“Precisamos de nos adaptar às circunstâncias. Os planos falham na maioria das vezes mas o focus, a dedicação e o trabalho árduo acabam por ajudar-nos a vencer.”

Co-fundou a Talkdesk, uma empresa startup portuguesa a operar em Silicon Valley, na Califórnia, que consegue criar um call center em apenas 5 minutos. Em Silicon Valley, a Talkdesk está alojada na incubadora 500startups, eleita pela revista Forbes uma das cinco melhores nos Estados Unidos. Para lá chegar, Cristina Fonseca e Tiago Paiva, ambos mestres pelo Instituto Superior Técnico, candidataram-se ao fundo Twilio, plataforma onde se baseia a Talkdesk. De acordo com Cristina Fonseca, o prémio foi o reconhecimento do trabalho e do potencial da solução.

 

 

João Pedro de Magalhães

Joao Pedro de Magalhaes-2Investigador português que estuda os mecanismos genéticos, celulares e moleculares do envelhecimento. É licenciado em Microbiologia pela Escola Superior de Biotecnologia no Porto e doutorado pela Universidade de Namur na Bélgica. Foi investigador pós-doutorado de 2004 a 2008 no laboratório de George Church na Harvard Medical School, um dos pioneiros da área da genómica, período após o qual iniciou o seu grupo de investigação no Institute of Integrative Biology, University of Liverpool.

 

 

 

 

Cristina Rodrigues

Cristina Rodrigues“Fotografei pessoas e objectos por todo o Portugal rural mas cedo compreendi que a minha grande paixão são as pessoas e as suas histórias. Estas histórias que retratam o meu país e que me ajudam a contar a sua História noutros lugares pelo mundo.”

Nasceu no Porto mas vive actualmente em Manchester. É licenciada em Arquitectura e mestre em Arte e Design pela Manchester Metropolitan University (MMU). Neste momento, é investigadora no MIRIAD (Manchester Institute for Research and Innovation in Arts and Design) onde estuda os temas da desertificação e do envelhecimento no meio rural Português, com especial incidência na zona de Idanha-a-Nova. O trabalho artístico de Cristina Rodrigues desenvolve-se em redor de uma pesquisa etnográfica aprofundada e já foi exposto em vários museus internacionais incluindo o Guangdong Museum of Art, um dos mais icónicos museus de arte contemporânea na China.

 

João de Vallera

Joao de ValleraLicenciado em Economia pela Universidade de Lisboa, entrou para o serviço diplomático em 1974. O primeiro posto no estrangeiro foi na Embaixada em Bona, em 1977, seguindo-se cargos na Representação Permanente junto da União Europeia, em Bruxelas, onde voltou nos anos 1990, e na Embaixada em Madrid. Foi colocado pela primeira vez como embaixador em 1998, em Dublin, na Irlanda, tendo exercido as mesmas funções em Berlim, a partir de 2002, e Washington, nos EUA, desde 2007 até 2011, altura em que assumiu funções como Embaixador de Portugal em Londres. João de Vallera foi distinguido com várias ordens honoríficas portuguesas e também com a Cruz de Mérito da República Federal da Alemanha.

 

 

 

 

Nuno Crato

Nuno Crato-2

Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) em Lisboa, onde obteve o grau de mestre em Métodos Matemáticos para Gestão de Empresas. Doutorou-se em Matemática Aplicada na Universidade de Delaware nos Estados Unidos e é Professor Catedrático de Matemática e Estatística no ISEG. Tornou-se mais conhecido do grande publico pelas crónicas na imprensa e com vários livros de divulgação científica. A 21 de Junho de 2011 tomou posse como Ministro da Educação e Ciência do XIX Governo Constitucional de Portugal.

Elvira Fortunato

Elvira FortunatoProfessora Catedrática e investigadora no departamento de Ciência dos Materiais da Universidade Nova de Lisboa. É desde 1998 directora do Centro de Investigação de Materiais (Cenimat) onde desenvolve uma pesquisa pioneira para a produção de transístores e circuitos integrados transparentes usando óxidos semicondutores. Adquiriu reconhecimento a nível internacional pela invenção do transístor de papel. Em 2010 foi distinguida pelo Presidente da República como Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

 

 

 

 

 

Moderador: Nicolau Santos

Nicolau Santos-3Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia (ISE) de Lisboa, iniciou a sua carreira em comunicação social no Jornal de Noticias (1979-1980) e mais tarde, em 1984, no semanário Expresso. Foi co-fundador do Seminário Económico e do Diário Económico tendo, para além destes, exercido cargos de direcção no Jornal Público (1996-1997). Tem ainda exercido o papel de comentador e jornalista para várias cadeias de televisão e rádio, entre elas a RTP2, SIC, TSF e RDP-Antena 1. Actualmente é director-adjunto do Expresso, co-apresentador do programa de televisão “Expresso da Meia-Noite” na SIC Notícias, e comentador para assuntos económicos da Antena 1. A sua contribuição para a imprensa nacional resultou na condecoração com a Ordem do Infante D. Henrique (grau de comendador) em 2006.